1.8.08

QUEM SÃO AS MARCAS GREEN?

Essa semana saiu um relatório da Outlaw Consulting realizado com jovens americanos trendsetteres para descobrir quais são as marcas verdes preferidas por eles, o 2008 Favorite Green Brands Index. Vale muito ler o resumo da pesquisa, pois os resultados são intrigantes.



O estudo identificou que esses jovens associam [equivocadamente] marcas com design minimalista e cool a práticas de preservação do meio-ambiente. A maioria dos pesquisados respondeu que marcas como Apple, IKEA e Google são green, mesmo sem ter certeza disso.

Isso mostra como o tal do branding bem feito é importante. Não me lembro de nenhuma dessas marcas ter sequer uma mensagem de proteção ao meio ambiente, tanto que alguns sonham com seu mac verde. No entanto, essas marcas são muito próximas do consumidor, e isso vai muito além do design moderno e simples.



Essas marcas possuem simplicade no DNA e se propõe a ajudar as pessoas, tornar tudo mais fácil, mais bonito e até mais barato [ou de graça]. Por isso, é natural que sejam associadas a uma causa tão importante para o planeta e para a vida das pessoas [e não 'consumidores'].

Outro ponto que chamou a minha atenção é que o estilo é determinante ao comprar produtos green [vale a pena ler um pouco sobre o eco-iconic]. No entanto, não estão dispostos a pagar preços altos por isso. É importante ressaltar que isso foi dito pelos formadores de opinião de um país hiper desenvolvido, e não pela dona de casa da classe C brasileira.



Isso serve para revermos algumas opiniões, pois mostra que o tal consumidor não acha justo ter que pagar mais por um produto ambientalmente consciente e isso não está necessariamente relacionado a nível cultural ou renda média. Por isso, cabe a nós, o tirânico mercado, desenvolver produtos que além de utéis e desejáveis também sejam acessíveis.

[Via PSFK e insights de Peter Lau]

2 comentários:

youshouldbeworking disse...

Depois q li sobre esse relatorio fiquei intrigado e pensando aqui com meus botões e é vdd! Qdo penso em marcas green mtas vezes a associação dessas marcas num tem nada a ver com elas serem eco-sustentáveis ou nada disso. Nada de Aracruz, Faber-Castell, Basf, nada.

Mas penso que Simplicidade é o posicionamento chave e ter uma veia eco é um valor agregado a nichos (Valeu Chris). Pq pelo menos essas marcas q vc citou tbm contribuem com o meio ambiente. Vide os novos iphone q estão tendo um grave problema pela troca de material do seu case de polietileno por plastico e o google q há anos investe mtooooo em tecnologias ecologicamente corretas.

O q consigo tirar disso td é se assuma com um posicionamento e depois trabalhe outros valores com os seus nichos. De acordo?

andrelucas1303 disse...

Exato Renan!
Concordo master!

acho que essas marcas só possuem essa imagem pq trabalharam muito bem o seu posicionamento de simplicidade e conexão com as pessoas.

Claro que isso só é possível pq elas não enxergam o design como uma interface, mas como um funcionamento inteiro. Daí as coisas serem simples desde o seu DNA...

E aí, depis que isso foi construído, bem o passo de extender o posicionamento para o nicho dos eco-freaks.

A pesquisa é muito foda mesmo. Outros exemplos de marcas foram Whole Foods e Toyota. Essas marcas fazem um trabalho de sustentabilidade sim, mas seu lado green é constantemente questionado por esses eco-freaks mais entendidos do assunto. Mas para a maioria das pessoas, que olham para essas marcas com otimos olhos, \Toyota e Whole Foods são demais e ok, podem ser ecos...

muito louco, mas vc tem razão....=)